Odara – A Beleza além do Arco-Iris

Inscreva-se no Projeto Odara!

Estamos passando por tempos muitos difíceis, mas não podemos parar de criar, amar e lutar! Hoje mais que nunca um Mundo Livre e Justo terá de ser construído com muito esforço! Assim estamos lançando mais um projeto do Instituto Pró-Diversidade, com nosso novo colaborador Dan Barroso, este projeto que não pretende ser ou mais ousado mas uma iniciativa autêntica de encontrar Odara.

Odara é uma palavra, um adjetivo que qualifica com atributos positivos, o belo, o bom, o excelente, o maravilhoso e quando adverbio significa de maneira conveniente, em boas condições, confortavelmente e assim queremos que os participantes se sintam em nosso projeto que apresentamos a seguir:

Objetivo:

Produzir um trabalho fotográfico (Digital e Livro Impresso) com modelos fora dos padrões de beleza comerciais registrado seu universo.

Resumo:

O universo LGBT+ nem sempre representa uma diversidade que contemple a todos os tipos de pessoas isso se deve pôr vivemos numa sociedade pós-capitalista que ainda valoriza o homem branco como arquétipo de beleza estética e sucesso.

O Projeto Odara – A Beleza além do Arco-Íris consiste em realizar um registro fotográfico e social de pessoas que não se sentem representados nos padrões atuais de “beleza LGBT+”, tendo o entendimento que esses padrões são preexistentes ao próprio movimento LGBT+.

A ideia é reafirmar a pluralidade ressaltando o que existe de positivo nas pessoas dentro de seu ponto de vista, respeitando a individualidade sem colonizar o outro.

Além dos ensaios fotográficos, também será coletado depoimentos que, de forma espontânea. e até mesmo inusitada, refletindo o universo de cada um.

O projeto será publicado pelo Instituto Pró-Diversidade, que ficará responsável pela curadoria do material que tem a pretensão de se tornar uma mostra, exposição e livro mediante o patrocínio.

Justificativa:

Nossa sociedade ainda não valida a população LGBT+ como seus pares, e mesmo quando se trata de definir padrões de beleza, um “tipo ideal”, ainda vem a mente o homem gay branco com corpo escultural, apesar de nossa população não ter este biotipo como padrão.

Assim sendo, ocorre uma tentativa de “embranquecimento” de material midiático bem como de representantes da comunidade LGBT+ que acabam sufocando dentro da militância outros movimentos como o da população negra, indígena e asiática, ocupando o seu local de fala e não tendo espaço para esta representatividade.

Até mesmo com uma simples passagem pelos canais de TV, aberta ou fechada, podemos notar que sempre os integrantes brancos LGBT+ são os que aparecem como protagonistas de programas e filmes, e quando os personagens LGBT+ fogem deste arquétipo, ocupam local de coadjuvantes, para personagens heterossexuais inclusive.

Não podemos desqualificar ou desmerecer as conquistas do movimento LGBT+, mas ainda é diferente ser LGBT+ branco, heteronormativo e morar nas regiões nobres das capitais e ser, por exemplo, LGBT+ negro, efeminado e morar nas periferias ou cidades menores.

Para podermos mudar este cenário temos de dar protagonismo e empoderamento para esta parcela, significativa, da população LGBT+ criando modelos afirmativos desta estética, revendo nossos conceitos e sobretudo buscando a beleza além do arco-iris, que hoje não contempla todas as nuances de nossa sociedade.

Metodologia:

Como metodologia temos uma proposta qualitativa pela qual selecionaremos fotógrafos e modelos que não representem a estética branca heteronormativa. Assim, os interessados deverão preencher as fichas de inscrição e aceitar os termos de cessão de imagem e direitos autorais em face ao Instituto Pró-Diversidade que se acaso obter algum retorno financeiro além dos custos de realização do projeto, irá reverter os valores na manutenção de seus outros projetos sociais.

O projeto contempla as seguintes fases de implantação:
  • Lançamento do projeto: Será apresentado o projeto aos interessados pela Web, com o fornecimento da ficha de inscrição, termo de autorização para o uso de imagem pessoal e termo de adesão ao voluntariado ao Instituto Pró-Diversidade;
  • Ensaios Fotográficos: Estes ensaios poderão ser presenciais ou não, em locações disponibilizadas pelos fotógrafos, modelos ou pelo Instituto Pró-Diversidade;
  • Coleta de Dados e Making of: As informações serão coletadas por depoimentos, filmagens, declarações, lives e postagens sobre os modelos dentro e fora dos ensaios fotográficos;
  • Postagem do Material: Após a coleta dos dados e da realização dos ensaios fotográficos, uma parte deste material será postado no site do Instituto Pró-diversidade. Nem todo o material será disponibilizado uma vez que determinadas informações e fotos serão preservadas para outros momentos, como a compilação do Livro Impresso e a Mostra Cultural;
  • Livro Impresso: (mediante patrocínio) compilação do livro impresso, contendo fotos selecionadas dos ensaios fotográficos, dados pertinentes, dentro de uma visão artística e design próprio.
  • Mostra Cultural: (mediante patrocínio) contendo o Livro impresso, painéis, fotos inéditas, material exclusivo do making of e documentário com depoimentos também dos idealizadores do projeto. Nesta mostra também podem ocorrer oficinas bem como rodas de conversa.

Cronograma:

Lançamento do projeto: 28/04/2020
Fichas de inscrição e termos: 22/05/2020
Ensaios Fotográficos: (terceirizados) 01/06/2020
Ensaios Fotográficos: (próprios) 01/08/2020
Coleta de Dados e Making of: 01/06/2020
Postagem do Material: 08/06/2020
Livro Impresso: (mediante patrocínio) 09/11/2020
Mostra Cultural: (mediante patrocínio) 12/12/2020

Recursos Humanos:

Os recursos humanos que atuarão neste projeto são a equipe técnica e rede de voluntariado do Instituto Pró-diversidade.

Recursos Materiais:

Os recursos materiais serão os disponibilizados mediante doação, cessão gratuita de locações ou recursos de patrocinadores.


Dan Barroso, 34 anos, com formação em Designer Gráfico, ficou conhecido na noite paulistana provendo festas e concursos LGBT, mas também atuou no segmento editorial (Livros Variados e Revistas do segmento), hoje assume com o Instituto Pró-Diversidade a Coordenação do projeto ODARA – A Beleza além do Arco-Iris e Relações Públicas.

Marco ByM, 43 anos, Ilustrador, Quadrinista e Designer Gráfico, tem vários trabalhos publicados no Rio de Janeiro que tomaram notoriedade nacional no segmento LGBT, já está comprometido com projeto ODARA – A Beleza além do Arco-Iris e estamos animados com sua colaboração, sobretudo, no Abraço Literário.

One Reply to “Odara – A Beleza além do Arco-Iris”

  1. Fico esperando desenvolvimento.
    Sou branco português em Portugal.
    Muito curioso no vosso projeto.
    Que tudo corra rápido e bem.
    Aguardo fervorosamente feedaback e resultados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *